10.3.05

Mudanças

Comecei hoje a empacotar alguns livros. Aproveitei para reorganizar por géneros aquilo que os anos e as mãos encarregaram-se de mudar.
Difícil não é organizar, difícil é não nos perdermos em deliciosas páginas. É não nos esquecermos do mundo à nossa volta e mergulhar na poesia de Vicente Aleixandre, de Jorge Guillén ou na de Pedro Salinas.
Para ti fica um bocadinho de um texto de Amália Baltista...”
Conta-me-o outra vez. é a história mais bonita que ouvi os dois da história foram felizes para sempre...”
M. protestou. Os três da história!